Atenção à Saúde Mental de Crianças e Adolescentes em Florianópolis: em que pé estamos???

O Coletivo Pira convida para um novo encontro de formação, agora em torno do tema do atendimento de crianças e adolescentes na rede de saúde mental.

O título do encontro é apresentado em forma de pergunta para propor algumas reflexões: o que se oferece como estratégia de atendimento? Qual a política que orienta os serviços e dispositivos de atendimento de crianças e adolescentes? O que é necessário para que a rede municipal de Florianópolis tenha suprida suas necessidades nessa área? O que podemos fazer para avançarmos na constituição de uma rede de atendimento?

Convidamos também para o debate:

Dra. Brigitte R. de Souza May, juíza da Vara da Infancia e Juventude;

Psicologa Christina de Salles Juchem, psicologa clínica;

Marcelo Preto, presidente da Associação de Pais e Amigos do CAPSi de Florianópolis.

Imagem

Para aquecer, deixamos como sugestão de leitura, dois links:

http://www.clinicaps.com.br/clinicaps_pdf/Rev_07/Revista%207%20art%205.pdf

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/caminhos_infantojuv.pdf

Então até dia 24!

Convide seus colegas, ajude a divulgar!

Abraços Antimanicomiais!

Anúncios

18 de maio – Dia Nacional da Luta Antimanicomial.

No Brasil o dia 18 de maio é marcado como o Dia Nacional da Luta Antimanicomial. A data foi escolhida para representar o processo de luta pela efetivação de um modelo de atenção que supere os ultrapassados modelos manicomiais, de isolamento, punição e desumanização, do qual fazem parte profissionais de saúde mental, familiares, usuários e militantes. Foi no II Congresso Nacional de Trabalhadores em Saúde Mental, em 1987, na cidade de Bauru em São Paulo, que nasceu o Movimento Antimanicomial, a partir de uma manifestação pública pelo fim dos manicômios.

Este ano, o tema de uma das campanhas é: “Se não nos deixam sonhar, não os deixaremos dormir”. Parece um grito de guerra!

Imagem

Cartaz produzido pelo CFP junto ao RENILA.

O Coletivo Pira – Produção Integrada de Resistência Antimanicomial, enquanto segmento do Movimento Antimanicomial de Florianópolis, entende que é por meio do trabalho conjunto que podemos continuar esta luta. Diariamente vemos, ouvimos e vivenciamos situações que representam um retrocesso ao modelo da Reforma Psiquiátrica: nos municípios em que os CAPS trabalham isoladamente – com pouquíssimos recursos da rede de atenção psicossocial disponíveis; com a desenfreada política de internações compulsórias assujeitando cada vez mais os usuários de drogas; com as comunidades terapêuticas sendo legitimadas – e financiadas – pelo poder público, etc.

Sabemos que em muito já avançamos na conquista pelos serviços substitutivos aos manicômios, a começar pela aprovação da Lei Paulo Delgado (nº 10.216) – que vem legitimar a Reforma Psiquiátrica. Mas os desafios são muitos, a aprovação da lei não garante que os serviços sejam de qualidade, a garantia dos direitos dos usuários de saúde mental se faz no cotidiano dos trabalhadores, dos usuários e dos familiares. Esses serviços estão em disputa constantemente: Se o Movimento Antimanicomial parar, o manicomial avança!

 Diante de tantos desafios, o Coletivo Pira escolheu um tema para debater na semana do Dia Nacional da Luta Antimanicomial: o uso da internação compulsória como principal dispositivo de tratamento aos usuários de álcool e outras drogas, o que tem como finalidade colocá-los em instituições fechadas, algumas de caráter privado e religioso, como as comunidades terapêuticas.

O Coletivo PIRA defende a Reforma Psiquiátrica!!! Enquanto houver opressão, enquanto as instituições de isolamento existirem, enquanto não houver uma rede que possa trabalhar de maneira articulada, estaremos ativos, lutando para que os usuários tenham seus direitos garantidos!

Fique por dentro, compareça, participe! 

Imagem

Evento em comemoração ao dia 18 de maio.

O quê: Debate – Internações compulsórias: outras opiniões.

Quando: 14/05/2013, 18h30

Onde: Auditório do CFH – UFSC

Convidados:

– Prof. Dra. Daniela Ribeiro Schneider
(Professora do Departamento de Psicologia da UFSC, atua nas seguintes áreas: tratamento e prevenção psicológica, dependência de álcool e outras drogas, Programas de Prevenção e Serviços de Saúde que atendem usuários de drogas, Saúde Mental e Psicologia Existencialista);

– Marcelo Brandt Fialho, Psiquiatra do CAPS II – Ponta do Coral. 
(Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Especialista em Psiquiatria pela Universidade Federal de Santa Maria. Mestre em Saúde Pública pela Universidade Estadual do Ceará. Mestre em Saúde Pública pela Universidade Estadual do Ceará).

 Abraços Antimanicomiais e até lá!!!

18 de maio de 2013 – Eventos

O Coletivo PIRA está envolvido na participação e divulgação de uma série de eventos e diálogos no mês de maio de 2013. Consideramos esses espaços muito importantes para a construção de ações da luta antimanicomial em SC.

São eles:

18 de maio – Coletivo PIRA
O 18 de maio é o Dia Nacional da Luta Antimanicomial. Para marcarmos essa data, haverá um debate no dia 14 de maio, terça-feira, na Semana de Psicologia da UFSC. O debate Internações Compulsórias: Outras Opiniões será às 18h30 e haverá alguns professores e profissionais contribuindo para os elementos do debate. Será no Auditório do CFH na UFSC.

Link para o evento: Aqui

internações compulsórias

Conferencia REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL: Avanços e Desafios
Conferencia de lançamento do Grupo de Pesquisa APIS – Atenção Psicossocial e Drogas. Com a presença de Roberto Tykanori Kinoshita, Coordenador Nacional de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas.

Data: 14 de maio
Horário: 14h
Local: Auditório da Pós-Graduação, bloco H, CCS UFSC

Link para o evento: Aqui

CARTAZ  APIS

Saudações Antimanicomiais,
Coletivo PIRA

(In)Formação: O que é a Reforma Psiquiátrica no Brasil?

O Coletivo PIRA – Produção Integrada de Resistencia Antimanicomial – vem organizar uma (in)formação sobre a Reforma Psiquiátrica e seus atravessamentos: história do SUS, movimentos sociais, lógicas institucionalizantes e etc.

Será no modelo de RODA DE CONVERSA, para todxs exporem suas ideias e, assim, pensarmos possibilidades sobre a efetivação da Reforma Psiquiátrica no Brasil.

Quando: 10 de abril de 2013
Horário: 18h30
Local: Mini Auditório CFH-UFSC (3º andar)
Página do evento no Facebook: http://www.facebook.com/events/429865207103657/

Seguem abaixo alguns links que gostaríamos de sugerir como material introdutório à nossa reunião de formação. Por gentileza, não deixem de conferir.

Um ótimo final de semana a todxs! Abraços antimanicomiais!

Texto: Crise mundial, conjuntura política e social no Brasil, e os novos impasses teóricos na análise da reforma psiquiátrica no país – Eduardo Mourão Vasconcelos: http://www.incubadora.ufsc.br/index.php/cbsm/article/download/2033/2331

Curta-metragem: A Casa dos Mortos: http://youtu.be/FLuZVLojKJw

Longa-metragem: Políticas de Saúde no Brasil: http://youtu.be/cSwIL_JW8X8

Apresentação de relatório da Comissão de Saúde Mental do Conselho Municipal de Saúde

No dia 03 de abril de 2012, representantes do Coletivo PIRA! (Produção Integrada de Resistência Antimanicomial) apresentaram ao Conselho Municipal de Saúde de Florianópolis (CMS) uma série de denúncias com relação ao funcionamento do CAPS II Ponta do Coral, apontadas principalmente pelos usuários do serviço. Naquela ocasião, foi solicitada a intervenção do CMS na unidade de saúde, devido ao grave teor das denúncias, que perpassavam pela garantia dos direitos humanos dos usuários do CAPS II Ponta do Coral.

Após o acolhimento das denúncias pela plenária e a apreciação da Câmara Técnica, ficou estabelecido que a Comissão de Saúde Mental do Conselho Municipal de Saúde deveria apurar tais denúncias e produzir um relatório de avaliação a partir dos dados levantados.

A Comissão de Saúde Mental foi composta por dois Conselheiros Efetivos, uma representante da UFSC, um representante do Conselho Municipal de Assistência Social e dois representantes da gestão municipal. Este grupo dedicou-se à produção do relatório, realizando reuniões com os três segmentos responsáveis pela existência e funcionamento do serviço: usuários, técnicos e gestores.

Com as informações e os relatos obtidos, além da consulta as diretrizes técnicas do Ministério da Saúde acerca da atuação no Campo da Saúde Mental e da Atenção Psicossocial, a comissão concluiu seu relatório que será finalmente apresentado à população. A apresentação será na próxima terça, dia 26/03/2013, a partir das 13h30, no auditório da Unidade Básica de Saúde da Trindade.

Oficina de Teatro do CAPS II Ponta do Coral em apresentação na UFSC

Oficina de Teatro do CAPS II Ponta do Coral em apresentação na UFSC

Parabéns ao Coletivo PIRA e aos usuários do CAPS II Ponta do Coral pela mobilização!
Esperamos que as condições e a garantia dos serviços melhorem.

Saudações Antimanicomiais,
Coletivo PIRA

(Re)Encontro do Coletivo PIRA: Troca de ideias e Planejamento 2013

Na próxima quinta, dia 28/02, a partir das 17h30 na UFSC, o Coletivo PIRA fará seu encontro de planejamento para o primeiro semestre de 2013. Discutiremos os antigos e novos rumos que o grupo vai traçar, novas atividades, eventos, movimentos e muito mais.

Evento no facebook: clique aqui.

pira

Saudações antimanicomiais,
Coletivo PIRA

Convite pirotécnico: Defesa de TCC

O nosso amigo antimanicomial Fernando Moura, estudante de Ciências Sociais na UFSC, vai defender seu TCC: “Do manicômio à associação: uma etnografia de uma associação de usuários e usuárias de serviços de Saúde Mental de Florianópolis, Santa Catarina“.

Quando: 25/02, próxima segunda
Horário: 15h
Local: Sala do TRANSES (Bloco da Antropologia do CFH – UFSC)

Estaremos lá!
Saudações Antimanicomiais,
Coletivo PIRA